O jateamento com gelo seco é uma forma segura de limpeza e ainda contribui para o aumento da produtividade e melhora na qualidade do produto

 

Devido à necessidade de manter os altos padrões de qualidade exigidos nos dias de hoje, uma das maiores dificuldades encontradas pelos fabricantes de peças e componentes plásticos é a limpeza de cavidades e de suspiros de moldes. O acúmulo de resíduos indesejados na superfície do equipamento pode provocar danos, além de afetar a qualidade do produto final. Isto pode ser causado pela própria composição do produto, por desmoldantes ou no processo de rotulagem.

As marcas no produto, conhecidas como “flash”, também são uma preocupação. As junções dos moldes deixam rebarbas no produto final, que devem ser removidas para garantir a sua qualidade.

O processo de limpeza com o jateamento com gelo seco é executado com método ambientalmente responsável que permite que moldes e produtos sejam limpos, e que sejam retiradas as rebarbas das peças. O procedimento é realizado em uma fração de tempo bem menor que o usual, o que proporciona o aumento do ciclo entre as manutenções preventivas.  Além disso, os moldes podem ser limpos em temperatura operacional, no local, sem precisar de água, produtos químicos e sem a criação de resíduos secundários.

O jateamento com gelo seco utiliza o CO2 em seu estado sólido para fazer a limpeza de máquinas e equipamentos. O método aplica uma combinação única de forças para potencializar a remoção de contaminantes da superfície. Ao contrário dos métodos tradicionais de limpeza, que envolvem processos manuais e ineficientes que usam produtos químicos e ferramentas convencionais, o jateamento com gelo seco é uma opção não abrasiva e que não danifica a superfície ou o equipamento que será limpo.

Além das vantagens já citadas, o procedimento proporciona a redução de refugos, reduzindo o tempo de parada de produção e de limpeza, e ainda gera economia com a mão de obra. O método pode ser aplicado nos seguintes moldes e ferramentas: moldes de sopro; moldes de compressão; discos de extrusão; moldes de injeção; moldes de termoformação; injeção de plástico por rosca sem fim; moldes de poliuretano e placas de injeção a gás, entre outros.